Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

Dead Leaves

É um facto: os preços na Fnac, mais concretamente os DVD's de animação, conseguem variar mais que a gasolina - o que nem sempre é mau, quando é a favor do consumidor. Na Fnac, basta ter paciência e aguardar para a baixa drástica de preço.
Depois deste aparte...


"Dead Leaves" é um animé cuja trama se desenrola a 300 km/hora, parecendo saído de um filme experimental psicótico sob efeito de LSD dos coloridos anos 60/70.

 

No futuro, onde os habitantes do planeta Terra são clones, alguns deles aberrantes com estranhas deformações, Pandy (uma jovem com uma mancha na face) e Retro (um jovem estapafúrdio que tem uma televisão como cabeça) vêm-se perseguidos, desconhecendo a razão.

São capturados e aprisionados nas instalações na Lua. Com espírito meio de herói meio de aspirante a mafioso, Retro revolta-se contra as condições de tratamento desta unidade de segurança e tudo faz para libertar todos os "oprimidos".
 

No processo de fuga, algumas pistas são dadas quanto ao seu passado e sobre o significado da única memória que Pandy tem: um conto infantil que fala de lagartas que olham a Lua.

A banda sonora é frenética, sendo no entanto, um mero complemento à imagem.

 

Este Animé é uma balbúrdia divertida, violenta e cheia de alusões sexuais, algumas bem estranhas mas hilariantes.
Pouco aconselhável aos que sofrem de epilepsia (os jogos de cor são estonteantes), parece-me mais adequado a maiores de 18 e não de 12 como vem classificado na contra-capa.

 


Link do video

 

Algumas leituras poderão ser feitas: relacionar "Dead "leaves" com a problemática da globalização onde a identidade tem tendência a desaparecer, se os clones são pessoas ou "objectos", o papel da mulher que assegura a descendência. A meu ver, um erro.

"Dead Leaves" é puro divertimento.
 

Recuperando uma velha fórmula (o herói é um bom exemplo) e deturpando-a, encheu-a de alusões gráficas como as que podem ser vistas na série do Batman.

Ao contrário de alguma crítica bastante desfavorável, considero este Animé um espanto e a não perder.

 

PS - O elemento grávido é mesmo... esquisito.

(08/10) ****
>>Maria

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.