Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

O Livro Inclinado

Tropecei num livro, sem me aperceber do sururu existente em torno dele: "O Livro Inclinado" de Peter Newell (The Slant Book, 1910)

 

Lançado em Portugal pela Editora OrfeuNegro em Setembro passado, é um conto infantil que narra a estória de um bebé que vai atropelando com o seu carrinho tudo e todos enquanto desce uma rua, invejando a mais inclinada rua que possa alguma vez existir em São Francisco.
Tudo porque a ama do bebé, distrai-se e "o carrinho do Bobby, certo dia, / ladeira abaixo se escapou" (...)

 

O próprio formato do livro é deveras engraçado - admito que foi o que me chamou à atenção.

 

Quanto ao sururu.
Aparentemente é um conto que "está na moda": ganhou recentemente um prémio na Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha.
Talvez isso justifique o preço estupidamente caro, quando "lá fora" o mesmo livro pode ser adquirido por 6 dólares.

 

Assim, deixo aqui os links para descarregar integralmente o conto:
- pela Childrens Library

- ou pela Project Gutenberg

 

Ambos links com texto e imagem, igualzinha à edição portuguesa, sendo a única diferença, a língua: o inglês.

Pessoalmente, entre as duas versões, considero ter mais piada a versão original.
Por carecer de tradução, os versos em português foram deturpados....

 


Como disse, tropecei nele: numa feirola que mais parecia uma venda-de-garagem.

Festa democrática

Oiço num canal brasileiro uma jornalista que no meio de uma confusão medonha,  larga a seguinte pescada: "a festa do Rio de Janeiro é já considerada a mais democrática do Brasil".

 

Estranho. Oiço tecer o mesmo comentário sobre o Carnaval. Enganaram-se no calendário?

 

Pelos vistos, o grupo jornalístico brasileiro considera que uma "Festa Democrática" (mesmo existindo tribunas só para alguns) é ter:

- uma multidão em vias de provocar um esmagamento maciço;

- pessoas suadas e semi-nuas aos pulos;

- distribuíção gratuíta de preservativos.

 

Curioso.

Pensei que a isso se chamasse de "bacanal".

Talvez seja uma "daquelas" barreiras linguísticas.

E com isto tornei de desligar a TV.

2009 por Barenboim

Há tradições que adoro, esta será uma de muitas e com certeza uma das mais belas.

Enquanto ouvimos peças exemplarmente interpretadas, podemos deliciar-nos com as deslumbrantes imagens de interiores de palácios e/ou com as deliciosas paisagens de montanha ou campestres.

O que me leva a desejar cada vez mais a visitar este país.

 

Depois do já tradicional Danúbio Azul (presença obrigatória nestas lides) - uma valsa que se tornou no hino da Áustria, sorrio como o Maestro consegue coordenar a audiência, sequiosa por aplausos.
Hilariante.

 

Bom Ano 2009.

Pág. 3/3