Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

Um aparte

Há coisas que me irritam profundamente tais como ter de esperar que um gelado deixe de ser um calhau e descongele até um nível aceitável para que possa pelo menos ser cortado...

 

É o que eu estou a fazer neste momento.

C Walk

Há tempos, em pleno subúrbio fora de terras lusas, vi-me rodeada por um conjunto de Pintarolas de bonés de lado, que se abanavam enquanto aguardavam a chegada do Bus.

Pensei - "Mas que merda estão estes gajos a fazer. Isto não é breakdance."
E a coisa ficou por aí.

 

Graças ao maravilhoso novelo que é a internet, lá exclamei - "Olha-olha, aquilo afinal tem nome".

Apresento o C Walk - Criminal Walk com variantes como Clow Walk ou o Crip Walk ou o não sei das quantas Walk, que por outro lado, podem bem ser a mesma coisa.

Ah e tal, é um estilo ligado aos gangsters e que teve inicio na década de 70...

Queridinhos, podem chamar-lhe o que quiserem. Mas lá por um chavalo com ar de manfio andar aos saltinhos de forma estilosa, isso nunca deixará de ser sapateado na versão estilo livre mas com "mais atitude", tá?

Se não sabem do que falo, abram a pestana e vejam filmes da década de 50 onde entrem blacks, prestem atenção a alguns passos de Gene Kelly e vejam menos 50Cent - porque levar um balázio nas trombas não é cool. É estúpido, ok?

Criminal Walk... cambada de Cromos...

 

Bem, adiante.

Existem depois aqueles que se "especializaram" em C-Walk e dedicam-se a ensinar gratuítamente quem deseja partilhar a sua paixão.

Eis dois interessantes exemplos.

Por Kyren

E eu sou do tempo em que a meínha branquinha com o belo do téni era gozado e chamado de "pé de gesso", pft...

Já ninguém usa ténis sujos e rotos?!?

OCCO

No dia 24 de Julho realizou-se o último recital da temporada da OCCO.

"As Miniaturas", foi o tema escolhido pelo maestro Nikolay para este recital no claustro do Convento e Igreja da Cartuxa.

 

O Maestro explicou que as Miniaturas musicais podem comparar-se a pequenos objectos ligados a recordações. São pequenos apontamentos que nos dizem algo e em que "o seu valor simbólico é muito maior que o seu valor real".

 

As Miniaturas são geralmente peças curtas extraídas de outras maiores, mas que têm grande carga emocional. Estes são os grandes clássicos como por exemplo Sarassate.

A dada altura, verifica-se o contrário. Os grandes andamentos começam a ser formados por peças curtas, como por exemplo peças de Astor Piazzolla.

 

Com bons solistas, a OCCO brindou-nos novamente com a sua grande qualidade. "Cheirando-me" que Nikolai os iria colocar a interpretar algo complicado e vendo o nome de Piazzola no programa, nem hesitei e lá fui novamente ouvi-los. 

Link do video

Continuo a estranhar a fraca adesão do público - ainda se a OCCO fosse alguma "chafarica"...

Mas por outro lado até é bom.

Sinto-me alguém muito-muito rica que se dá ao luxo em ter uma orquestra de alto gabarito à sua disposição, para além de proprietária daqueles espaços nobres.

Olhem, sinto-me que nem uma Rainha. eheheh

PS - ai Cristiano-Cristiano, dá Deus nozes a quem não tem dentes.

Deixa lá os brinquinhos, pá!