Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

A cultura do transporte público

Esta Quinta-feira advinha-se um dia deveras interessante.

 

Sem acesso a gasolina devido a histeria colectiva que se apoderou de Portugal, preparo-me para a gigantesca epopeia que será chegar ao meu local de trabalho em tempo útil e inteira - ténizinho no pé, sapatinho na mão.

 

Um trajecto que de carro geralmente demora 15 minutos, irão ser substituídos por 1h30 (hora e meia) de trajecto cujo tempo se devidirá da seguinte forma: 90% em autocarro e os restantes a pé (cerca de 600 metros, uma avenida de considerável inclinação).

Feitas as contas, no final do dia terei 1.2km nas pernas mais o tempo em pé à espera do transporte: se de manhã o horário é fixo (bastará estar 15 minutos antes para confirmar o meu lugar), ao final da tarde as coisas complicam-se com a ainda maior escassez de meios.

 

Quando oiço as associações ambientais e afins abrirem a boca a enaltecer o transporte público e a fazerem uma razia crítica a quem usa o seu automóvel, só me lembro de um dizer sábio que percorre a internet e que reza mais ou menos assim:

 

"Oh Senhor dai-me sabedoria para compreender os outros, pois se me deres forças, parto-lhes os dentes."

 

Quanto ao sequestro em que Portugal se encontra, só tenho a dizer que amanhã vou cortar a artéria da minha vila como protesto por não haver sardinha assada nem bailarico.

 

E com isto, a qualidade de vida do português diminui cada vez mais.

 

Agora sim, vivemos para trabahar e não: trabalhar para viver.