Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

As mordaças que teimam em colocar.

"Deus nos livre se a populaça desconfiar que o mundo em que vivemos é injusto, feio e corrupto.

Deus nos livre se acordarem para a vida e tentarem mudar alguma coisa."

SILVA, Luís Filipe (org.), Os anos de ouro da Pulp Fiction Portuguesa - Os melhores contos do séc. XX,

São Pedro do Estoril, Saída de Emergência, 2011, p. 34.

 

Este parágrafo (que na verdade não passa de um cliché) do imaginário pertencente às massas começa aos poucos a saltar para a realidade.

Isto, para grande receio do poder instituído.

 

Hoje, os Precários Inflexíveis trazem mais um exemplo: uma empresa apadrinhada pela Lei e que não gosta ver espelhada em praça pública a sua vergonhosa conduta:

"Nenhuma das empresas (ou talvez a mesma com nome diferente) avançou com qualquer processo ou queixa contra quem escreveu os comentários. Portanto, o que preocupa a administração da empresa é a liberdade de expressão na internet. O mesmo preocupa o Tribunal."

 - - -

“Ao PÚBLICO, João Camargo, dos Precários Inflexíveis, sustentou que a decisão judicial “tem várias falhas processuais” e “é contrária aos princípios do Estado democrático”. “O que as pessoas [autores dos comentários] fizeram foi expor várias ilegalidades. E o tribunal, em vez de analisar se há ali matéria para actuar, determina que é preciso esconder tais comentários”, indignou-se.

in Público online