Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

Contos hieroglíficos

"Caprichos insignificantes", afirma o autor respeitante ao conjunto de contos que formam "Contos Hieroglíficos".

Destilando sarcasmo corrosivo alternado de divertida ironia, Walpole ora expõe ao ridículo a sua sociedade pensante(1), coquete, dirigente (2), religiosa como enaltece através do mesmo mesmo registo a trabalhadora - reporta a um contexto da 2ª metade do século XVIII.

Mais do mesmo, poderá dizer-se, caso não fosse o modo como Walpole o faz: re-escrever a História sem ter de ser minimamente credível, é hilariante.

... E muito politicamente incorrecto no que toca aos temas: "donzelas casadoiras" ou a monarquia.

 

(1) "As cabras em Hirgonqúu podiam muito bem ser ovíparas e pôr ovos para chocarem ao sol. Esta é a minha suposição, independentemente de acreditar nele ou não. Estou, aliás, disposto a contestar e a insultar qualquer pessoa que se oponha à minha hipótese. Seria o cúmulo, se os homens eruditos fossem obrigados a acreditar naquilo que afirma!", in WALPOLE, Horace, "Contos hieroglíficos", Lisboa, Cavalo de Ferro, 204, p. 17.

 

"(...) já que nada demonstra estupidez melhor do que um tolo fazendo-se de sábio.", idem, p. 40.

 

(2) "(...) Quem melhor me elogiar será feito grande lorde, e os títulos que concebo são sinónimo dos méritos de cada um em diversas categorias. Temos Beija-Nádegas, o meu favorito; Bajulação, lorde-tesoureiro do reino; Caça-Regalias, chefe da lei; e Blasfémia, padre supremo. Quem fala verdade corrompe o seu próprio sangue, logo, degrada-se a si mesmo.", idem, p. 20.