Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

Legend - a Lenda da Floresta Negra

"Os sonhos da juventude, são os arrependimentos da maturidade".

- Lord of Darkness, in Legend, 1985

 

 

Sinto-me feliz: A Lenda da Floresta Negra faz finalmente parte da minha cinemateca.
(que nome tão pomposo para o meu humilde punhado de filmes de gostos tão "estonteantes" que vão do Jackie Chan ao David Bowie, do Monstro do Pântano ao Shinning).

Ao rever Legend, salta-me à mente uma miscelânea de clichés presentes em tantos filmes: a gruta do sacrifício em Indiana Jones 2, o demónio HellBoy, a cena final dos amantes de Lua Nova (as xaropadas que eu vejo...), a fotografia no imaginário de The Fall, a gruta de colunatas com desenhos intricados em The Lord of the Rings,  as pinturas pre-rafaelitas, as portas e a sala do filme The Haunting, as cenas quotidianas retratadas nas pinturas holandesas.

Identifiquei mais duas cenas muito familiares mas que, infelizmente não me recordo de onde...

 

Pequenos pormenores marcam a diferença: o relógio de cuco e o lenço branco bordado são lindos, os gnomos com os seus metais, os brilhantes da fada.

 

Acredito que se o protagonista (que parece um Peter Pan) não tivesse sido um actor de inicio de carreira, Legend teria um outro brilho e força. O giraço Tom Cruise, no tempo em que ainda tinha os dentes desalinhados e os heróis andavam de pernoca ao léu, é totalmente suportado pelas figuras secundárias.

O pequeno elfo (David Bennent, uma criança na altura), a fada "pseudo" sininho, o maravilhoso Tim Curry (faço uma respeitosa vénia) na pele de um mui assustador Chifrudo e claro, a personagem que sempre me fascinou:

 

- a criatura repugnante do pântano de seu nome Meg Mucklebones (é das poucas cenas onde Tom Cruise mostra a sua arte).

 

 

Há ainda a mencionar que a BSO conta com a participação de Bryan Ferry - Is Your Love Strong Enough (^^,) - clip AQUI

 

link do vídeo