Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

smobile

conceitos sob o ponto de vista do observador

MUDE, vai ver que não custa nada.

... pelo menos até 01 de Julho.

 

MUDE, sigla para Museu do Design e da Moda, estará aberto ao público de forma gratuita até ao próximo dia 1 de Julho.

 

No espaço das antigas instalações da Caixa geral de Depósitos, apresenta aos seus visitantes as obras/peças/mobiliário/ mais mediáticos de todos os ícones da Moda e outros que estiveram directa ou indirectamente ligados com um determinado Movimento (ex.: Le Courbusier...)

 

Infelizmente, é proibida a captação de imagens das peças (a parvoeira de influência estatal) e infelizmente não as consigo encontrar na net.
 

Contudo, deixo pelo menos a referência de um punhado de peças que têm de pertencer ao meu roupeiro, perdão, que têm de ser apreciadas:
- o fato de banho de malha de lã preta, plástico transparente e cinto de verniz de Rubi Gernreich (Suíça) para Harmon Knitwear;
- o vestido Kiki de Montparnasse (2000) de Jean Paul Gaultier: seda e missangas - colecção alta-costura Out/Inv, 2000;
- o vestido cai-cai Mod 49 - alta-costura, Inverno 1999: ganga e penas.
- o vestido de cocktail (anos 60) de Pierre Cardin: tecido lã preta, aplicações de metal prateado.

Cristiano Ronaldo, aqui fica a minha lista de prendas.

 

Para além deste deslumbramento feminino, temos acesso a concisa e pertinente informação nos placards e ainda:
- a peças hilariantes de Cesare Casati (italiano) tais como a "Pilola" (são uns candeeiros) e a cadeira Ribbon;
- à famosa cadeira Bubble de Eero Aarnio - recorreu à iconografia futurista com a chegada à Lua;
- à estranhíssima alta-costura de Kenzo, Rei Kawakuza, Yohji Yamamoto e Issey Myake (na imagem) - apresentam propostas sem genero definido: o extra-large, as assimetrias e os cortes irregulares;
- mobiliário de Shiro Kurata: cadeira de malha de aço "How Hight the Moon" (1986), de aspecto deveras desconfortável;
- peças do quotidiano utilitário geniais: telefones, rádios, utensílios de cozinha, etc.

 

O espaço em si é... diferente. Está todo escavacado (é o termo que melhor o define).
Os balcões são os mesmos e reconheço o espaço do 1º piso.
Tanto, que o cheiro a Banco no hall parece permanecer - na escada de acesso, a da entrada à direita, é mais perceptível (não é o cheiro destas delegações mínimas): cheira a... a antigo, a madeira, a papel, a produtos de limpeza aplicados sobre mármore.
Quem conhece as grandes delegações antigas (BES, Montepio, a CDG), sabe a que me refiro. Cheira a Banco.

Desconfio que a minha memória trabalhou bastante para conseguir uma eficaz auto-sugestão.
Sempre é uma explicação alternativa ao estar a ficar louca...

 

No site estão disponíveis vídeos tanto sobre a colecção como sobre os diferentes Movimentos.